Praias de Vila Velha

Vila Velha possui muitas praias maravilhosas, mas a Praia da Costa é, sem dúvida, uma das mais belas do Estado com suas areias douradas e águas límpidas.

Seu litoral possui 32 quilômetros, todo recortado de praias, com os mais belos cenários do Espírito Santo e onde estão situadas algumas das mais belas praias do Estados. Na Barra do Jucu, a Praia da Concha é uma agradável surpresa.

Em seguida vem a Praia da Costa, um grande cartão postal, imponente e linda, toda iluminada e calçada, com quiosques onde se pode tomar uma cerveja gelada e comer uns tira-gostos. Fica a apenas 3 quilômetros do centro da cidade.

No verão é movimentada dia e noite.

Praia da Costa

Praia das Sereias
Ilha dos Pacotes
Praia do Ribeiro

É a praia preferida pelos canela-verde. Vila Velha oferece ao visitante e ao morador uma variedade de programas e belezas naturais. Conheça as atrações do município e escolha seu roteiro.

Praia da Costa

É a mais adorada pelos Canelas-Verdes, denominação dada aos moradores da Vila Velha. Urbanizada em toda sua orla por calçadão e ciclovia, possui áreas reservadas à prática de esportes. Uma das mais belas praias do Estado com suas areias douradas e águas límpidas, sendo cercada por pedras ao norte. Possui moderno sistema de iluminação noturna que proporciona banhos noturnos, prática de esportes e segurança aqueles que a freqüentam. Sua orla possui excelente rede hoteleira e restaurantes de qualidade onde se pode degustar a famosa moqueca capixaba e muitos outros frutos do mar.

Como chegar: situada em área urbana, seu acesso é feito através da Av. Gil Veloso que a margeia em toda sua extensão.

Ilha dos Pacotes

Nesta ilha, por possuir um farol de sinalização marítima, o acesso à população não é permitido sendo restrito ao pessoal da Marinha.

A população, bem como os turistas, utilizam a área em torno da ilha para a prática da pesca submarina e mergulho contemplativo da fauna marinha. Situado no final da Praia da Costa, perto do Clube Libanês.

Praia da Sereia

Essa praia é a extensão norte da Praia da Costa e está localizada entre o promontório do farol de Santa Luzia e o istmo que a separa da Praia da Costa.

A origem do seu nome remonta aos primeiros anos do século XX, quando chegaram a Vila Velha, vindos do Rio de Janeiro, alguns construtores práticos com a tarefa de levantar os primeiros pavilhões do antigo Terceiro Batalhão de Caçadores, sediado na praia de Piratininga. Dentre eles estava o artífice de pintura de paredes, Lúcio Bacelar, que fixou residência na esquina das ruas Luiza Grinalda e Quinze de Novembro.

Bom profissional, conhecedor de boa técnica no preparo das tintas e dotado de habilidades para o desenho, logo ficou conhecido na cidade como grande artista, em razão dos belos afrescos que criou nas varandas de várias casas, principalmente daquele que pintou, gratuitamente, no frontispício da sacristia da igreja do Rosário, voltado para a praça Otávio Araújo.

Com o passar dos anos, a prole de Lucio Bacelar cresceu na razão inversa aos recursos que obtinha no exercício profissional. Achou então que deveria exercer outra atividade paralela para reforçar a renda. Foi assim que resolveu construir um barracão entre pitangueiras e cactos na margem do caminho que levava ao farol, no extremo norte da Praia da Costa, mais precisamente na atual curva da avenida Gil Veloso, entre as praias da Costa e da Sereia.

A tenda foi feita com esteios de madeira, paredes de taipa e cobertura de telhas, com dua pequenas portas na frente e um balcão onde Lúcio e o filho mais velho, Dijalma, vendiam café, aguardente, refresco de groselha, rapadura, fumo de rolo, bananas, milho cozido, mexerica, anzóis, varas de linhas para pesca. Mais tarde instalou, na frente do estabelecimento, dois balanços para atrair os filhos dos banhistas que se constituíram na alegria das crianças.

O solitário bar ou quitanda era caiado, mas, sobre as duas portas da fachada, Lúcio pintou, em cores vivas, uma sereia como que a cantar sobre a pedra de uma das ilhas fronteiras. Em razão disso, o recanto ganhou como referência o bar da Sereia, que acabou por dar nome à pequenina praia.

Autor: Jair Santo


Praia de Itapoã

A 3 quilômetros do centro. É a continuação da Praia da Costa e também repleta de bares em sua orla, para satisfação dos freqüentadores dia e noite. Praia de ondas fortes, águas claras e areia fofa, a preferida dos pescadores de anzol.

É um segmento da praia da Costa, com ondas fortes, águas claras, areia fofa uma praia aberta e inclinada, boa par pesca de arremesso.

Apesar da verticalização da orla de Vila Velha, a Praia de Itapoã ainda mantém uma pequena comunidade de pescadores.
Os barcos saem todas as madrugadas para o alto mar e no final da tarde é comum a cena do arrastão, quando as redes são puxadas para a areia.

O futebol de areia, o “foot volley”, o frescoball e o vôlei de praia estão sempre presentes como os esportes prediletos dos freqüentadores.

Como chegar: situada em área urbana e central da orla da cidade, seu acesso é feito através da Av. Gil Veloso.


Praia de Itaparica

Praia de ondas fortes, águas claras e areia fofa. Praia de Itaparica, a 5 quilômetros, repleta de barraquinhas de comes e bebes, dia e noite.

Reta com águas transparentes e ondas fortes, é a mais animada da orla. A praia tem como características uma grande quantidade de quiosques, onde o visitante pode degustar produtos da famosa culinária capixaba como a moqueca, torta capixaba, peroá frito, mariscos, etc.

Nos finais de semana, são realizados pagodes por toda a orla. Há apenas cinco metros da praia as águas já atingem a profundidade de 2 a 3 metros. Assim como a Praia de Itapoá, a Praia de Itaparica é uma continuidade da praia da Costa, possuindo a mesma iluminação noturna.


Praia da Barra do Jucu

Praia da Barrinha
Praia da Concha
Praia de Coral do Meio
Praia do Barrão

Praia de ondas fortes, águas claras e areia fofa Praia semideserta, oferece infra-estrutura receptiva apenas no povoado. Costuma ser procurada em sua maioria por surfistas. Nesse trecho, o mar de águas um pouco escurecidas devido à presença da foz do rio Jucu, apresenta-se constantemente com ondas fortes e de repuxo não sendo dos mais propícios para banhos.

Aqui o que mais costuma ser procurado são as tranqüilas águas do rio Jucu para práticas de esportes náuticos e para pesca. Todos os dias, no final da tarde acontece o espetáculo da revoada das Garças-boiabeiras.

Como chegar: situada ao lado esquerdo do Morro da Concha, distante 10,8 Km ao sul de Vila Velha e 36 Km ao norte de Guarapari, seu acesso para quem vem de Vila Velha é feito através da Rodovia do Sol, no primeiro retorno após o Posto da Polícia Rodoviária Estadual. Daí segue-se através das ruas de paralelepípedos do povoado do mesmo nome.
Deve-se seguir sempre para a esquerda, passando pela praça da Igreja até uma antiga e bonita ponte de ferro.
Ao chegar na poste estaciona-se e segue-se a pé pois a ponte sobre o rio Jucu é só para pedestres.

Praia da Barrinha:

Esta praia localiza-se na margem esquerda de foz do Rio Jucu, a 12 km da sede de Vila Velha. O acesso ao local através da Barra do Jucu foi facilitado pela construção da ponte da Madalena. Deve-se evitar a barra do rio, onde redemoinhos enganam os banhistas. Possui 1 km de extensão.

Praia da Concha:

São 70 metros de areia que estão escondidos do outro lado do morro da Concha, na Barra do Jucu. Não possui ondas e é mais propícia ao mergulho.

Praia de Coral do Meio

Na parte que fica ao lado do Morro da Concha, encontra-se uma pequena enseada de águas esverdeadas e calmas. Seguindo-se na direção sul/Guarapari, o mar apresenta-se com ondas fortes, sendo melhor para banho durante as marés baixas. Infra-estrutura receptiva poderá ser encontrada no povoado. Em alguns trechos conta com a presença de poucas barracas. As areias são largas amareladas e fofas.

Situada à frente do povoado da Barra do Jucu e lado direito do Morro da Concha, encontra-se distante 12 Km ao sul de Vila
Velha e 35 Km ao norte de Guarapari.

Como chegar: seu acesso para quem vem de Vila Velha é feito através da Rodovia do Sol , no segundo retorno após o Posto da
Polícia Rodoviária Estadual. Daí segue-se, através de rua não pavimentada do povoado.

Praia do Barrão:

Praia propícia à prática do surf, possui grande extensão de areias brancas e fofas, é reta e adornada por corais tendo o
magnífico Morro da Concha ao norte. Possui calçadão e ciclovia. É ideal para a prática de Surf, Body Board e Canoagem sobre as ondas.

Como chegar: situada ao norte do Morro da Concha, no balneário da Barra do Jucu.


Praia da Ponta da Fruta

Praia da Baleia

Ponta da Fruta é um pico que fica entre Vitória e Guarapari na Rodovia do Sol que pertence ao município de Vila Velha. É uma praia com lagoas de água doce e restaurantes… lugar tranqüilo, com belos recantos, águas agitadas e praias de areia grossa.É um aprazível balneária, com boas praias, lagoas de água doce e restaurantes.
É um lugar tranqüilo, com belos recantos, com águas agitadas e praias de areia grossa. Pertence ao município de Vila Velha.

Suas praias, como a praia da Baleia (assim chamada por causa de uma baleia ferida que encalhou ali e ficou vários dias agarrada na areia, até morrer), Praia Rasa, Praia do Sol.

Praia da Baleia:
Pouco procurada para banhos, oferece infra-estrutura receptiva no povoado com a presença de pousadas, restaurantes e bares. O mar de águas esverdeadas é mais propício para banhos durante as marés baixas quando as ondas tornam-se mais fracas.

Como chegar: situada do lado esquerdo do morro da Igreja, no povoado de Ponta da Fruta, distante 22 Km ao sul de Vila Velha e 25 Km ao norte de Guarapari, seu acesso é feito através da Rodovia do Sol, onde existe um entroncamento de acesso ao povoado. Após a decida da ladeira que dá acesso ao povoado, vire-se à esquerda. Daí mais 300m.

Fonte: Vitoria-es-brasil.com

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

*